Baralho dos Comportamentos: Efeito Bumerangue

Instrumentaliza-se aqui o acesso aos comportamentos desadaptativos, muitas vezes organizados sob a modalidade de estratégias compensatórias originadas a partir do esquema disfuncional ou esquema hipervalente negativo. E, através desse acesso, tem-se o principal objetivo dessa ferramenta, que é o de permitir a ampliação e ou aumento de frequência de comportamentos adaptativos que a criança/adolescente possui em seu repertório de habilidades comportamentais.
Para tal, os autores abordam alguns conceitos pertinentes ao que é comportamento com vieses da psicologia evolucionista e do modelo skinneriano aplicando-os na lógica da clínica cognitivo-comportamental, na qual o comportamento passa a ser indissociável dos processos cognitivos. Isso implica em compreender que as cognições podem ser monitoradas e alteradas à medida que elas afetam os comportamentos, e nesse sentido, tais mudanças pressupõem mudanças cognitivas subjacentes.
Assim sendo, o presente instrumento “Baralho dos Comportamentos” vem integrar o terceiro e fundamental elemento do trabalho clínico: o comportamento, completando assim a modalidade de intervenção denominada de T.R.I., (Terapia de Reciclagem Infantil) envolvendo o acrônimo: T – trabalhe as suas emoções (Baralho das Emoções); R – recicle os seus pensamentos (Baralho dos Pensamentos) e, I – inove os seus comportamentos.

Esta entrada foi publicada em Baralhos, Comportamental/Cognitivo-Comportamental, Livro e marcada com a tag , . Adicione o link permanenteaos seus favoritos.

Os comentários estão encerrados.